Você conhece o Hormônio Irisina (chamado também de hormônio do exercício)?

Sabe qual é a importância para o nosso corpo?

Neste artigo, tiro todas as suas dúvidas sobre o tema e passo dicas de como você pode aumentar os níveis de Irisina para combater a obesidade e ter uma vida mais saudável.

Boa leitura!

Vamos do começo e explicar o que é a Irisina

Ainda é bem recente, foi descoberta apenas em 2012 por um estudo da Universidade de Harvard que apresentou a descoberta da Irisina.

A Irisina é um hormônio liberado pelo tecido muscular quando você faz exercício físico e e as descobertas têm sido incríveis para a saúde.

Uma delas é atuar diretamente na célula da gordura branca e converter ela em marrom, esse processo tecnicamente é conhecido como Browning, que é justamente o escurecimento da gordura.

E por que esse processo é fundamental para o seu organismo?

A gordura marrom é rica em mitocôndrias, que é uma fábrica de energia, por isso que a gordura marrom, diferente da branca que acumula no organismo, queima a gordura. E, portanto, um aumento do gasto calórico e claro, consequentemente a redução do peso.

Não é mesmo uma descoberta incrível? Bom, que os exercícios físicos são benéficos para a saúde você já sabia, agora conhecendo melhor a atuação da Irisina, é importante saber que ela só é liberada após a prática de exercícios ou quando seu corpo é exposto ao frio.

Sabendo disso, que tal começar hoje mesmo a praticar exercícios físicos regularmente e liberar a Irisina no seu organismo?

Conheça os outros Benefícios desse Hormônio

DIABETES TIPO 2

Dentre eles está um bem importante que é, ao aumentar o gasto calórico e diminuir o peso corporal é possível melhorar a resistência à insulina e, portanto, diminuir o risco de diabetes do tipo 2.

COVID-19

Outro benefício que os pesquisadores da Universidade Estadual Paulista (Unesp) observaram que a irisina pode ter efeito modulador em uma linhagem de genes associados à replicação do vírus da COVID-19 e, portanto, pode ter um efeito terapêutico no controle da doença nas células, pois o vírus terá dificuldade em infectar a célula.

ALZHEIMER

E não podemos esquecer que esse hormônio pode ser também um aliado importante para a prevenção e no tratamento do Alzheimer.

Após sete anos de estudo, um casal de pesquisadores brasileiros publicaram um artigo na comunidade científica apontando a eficácia do hormônio na prevenção e tratamento do Alzheimer.

O estudo realizado constatou que o baixo nível de Irisina no corpo prejudica a memória, enquanto altas taxas do hormônio, liberado pelo corpo durante os exercícios físicos, previne danos nos neurônios e ajuda na formação da memória, tendo um ação neuroprotetora.

Se o estudo for validado, será possível tratar pacientes nos estágios iniciais do Alzheimer com a Irisina.

Como aumentar os níveis de IRISINA no corpo?

Os exercícios são fundamentais, mas é necessário aliar a uma alimentação rica em ácido ursólico para que seja liberado em excelentes quantidades, confira a lista de alimentos:

  • Casca da maçã
  • Ameixa seca
  • Alecrim
  • Manjericão
  • Orégano
  • Folhas de café
  • Casca de eucalipto
  • Sálvia
  • Tomilho

Assista também o vídeo do Professor José Carlos Gallo explicando sobre o tema:

Mantenha uma dieta saudável e faça exercícios para estimular a produção do hormônio Irisina no seu corpo!

Continue acompanhando o blog! Tem sempre informação relevante para você cuidar da sua saúde e bem-estar.

Qualquer dúvida ou sugestão entre em contato comigo! Abraços!

Open chat